Como fazer compras inteligentes | Ateliê 2

Como fazer compras inteligentes

Publicado: 02/05/2019

Confira algumas dicas de como fazer compras inteligentes, economizando dinheiro, evitando o impulso na hora de comprar e minimizando os excessos.



 



A grande maioria das minhas clientes de consultoria me procuram com a mesma queixa: precisam de ajuda para fazer compras, pois não tem nada para vestir. No entanto, o guarda-roupas está abarrotado. Conseguem ver que alguma coisa não encaixa?

 

Todos os dias, somos constantemente expostos à tentação do consumo, e os frutos disso são: compras desnecessárias, desperdício de dinheiro, aumento dos impactos ambientais negativos, e consumidores culpados - especialmente os endividadosCom o avanço do fast fashion, as compras por impulso estão ainda mais frequentes, deixando armários mais lotados, e mulheres mais frustradas ainda em relação ao vestir.


Agora vamos pensar juntas: de que adianta termos 20 pares de sapatos, se só usarmos 5? Qual a função de um monte de roupas que você não usa? Isso mesmo, nenhuma! Ou melhor, te causar angústia da hora de se vestir. 


Por isso trouxe algumas dicas de como fazermos compras inteligentes, economizando dinheiro, evitando o impulso na hora de comprar, minimizando os excessos e as pegadas de carbono – o meio ambiente agradece.


  1. Arrume seu guarda-roupa

 

Aposto que você já voltou do supermercado com duas latas de milho, e quando foi guardar na despensa, encontrou várias latinhas fechadas por lá. Isso também acontece com roupas e acessórios: um armário bagunçado não te permite ver o que você tem, te levando a comprar itens parecidos com os que você já tem em casa.


Na verdade, aqui eu tenho duas dicas: tire um dia para organizar suas coisas, e faça uma lista do que você sente falta. Assim você vê tudo que você tem, diminuindo a sensação de escassez. Além disso, você revisita seu armário e até se desfaz do que não quer mais, ganhando espaço e passando adiante o que não te serve, e estava ali te causando frustração. 

 


 

 

  1. Cuidado com as promoções

 

Quando os preços estão mais baixos, a tendência é comprar em maior quantidade, ou comprar apenas porque está barato. Sabe aquela lista que você fez quando arrumou seu guarda-roupa? A dica é levar ela para as compras e não perder o foco! Assim você economiza grana, leva apenas o que precisa, e mantém o guarda-roupa arrumadinho!

 


 

 

 

  1. Escolha peças de boa qualidade

 

Muitas vezes nós priorizamos o preço mais baixo ao fazer compras. Isso não está errado de forma alguma! Mas devemos analisar a qualidade do produto. Digamos que camisa social seja um item que você usa com muita frequência. Vale mais a pena comprar uma camisa de boa qualidade, que vai resistir por mais tempo ao uso e às lavagens frequentes, do que comprar duas camisas de qualidade inferior. Essas vão encher de bolinha, perder o caimento, e te deixar bem chateada.

 

Meu conselho é que você avalie o que está comprando: sinta o tecido, experimente a peça, se movimente com ela, observe o caimento, costuras, aviamentos. Se tudo fluir bem, ótimo! Mas se o tecido pinicar, o zíper estiver travando, as costuras estiverem tortas, aí você deixa a blusinha lá e procura algo com qualidade superior. 

 


 

 

  1. Respeite seu estilo

 

Você viu uma influencer usando uma saia plissada, achou linda, foi  e comprou igual! Mas na hora de vestir, se achou esquisita, tirou a saia e trocou por outra coisa. A saia ficou lá encostada, e você chateada com o dinheiro perdido. 

Isso geralmente acontece quando você se força a usar algo que não combina com você. É normal achar algo bacana em outras pessoas, mas não se sentir bem vestindo aquilo. Cada um tem um estilo pessoal, ele é único e só seu! O melhor termômetro nessas horas é o espelho. Se você vestiu, não gostou do que viu, e não se sentiu bonita, não compra. É melhor usar o que você já tem e adora.



 

 

  1. Contrate serviços de consultoria de imagem e estilo

 

Muitas vezes a gente se perde com tantas informações sobre moda. Guarda-roupa cheio, frustrações com a própria imagem, dúvidas em relação à roupas e ocasiões, confusão quanto ao próprio estilo… essas e outras questões nos deixam perdidas num momento em que devíamos nos divertir e nos fortalecer: a hora de se vestir. 

A consultoria de imagem e estilo esclarece esses e outros aspectos no seu dia-a-dia, facilitando o processo de construção de uma imagem condizente com sua essência. Quando nos vestimos de nós mesmas, tudo fica mais fácil, inclusive fazer compras! Essa etapa (Personal Shopper) é feita de forma inteligente, condizente com sua vida, seu bolso e suas necessidades. O processo de consultoria é transformador, e te dá ferramentas para que você faça compras inteligentes, boas escolhas, e saiba aproveitar o que você já tem – economizando seu dindin.



 

 

Comprar é divertido e necessário, porém comprar por impulso só traz prejuízos. Por isso, estimulo compras inteligentes, que cumprem seu objetivo, não maltratam o bolso e, acima de tudo, fazem sentido!

 

Espero que essas dicas te ajudem a fazer boas escolhas. 



Beijos, Mari Carrera.

Consultora de Imagem e Estilo

 @seuladochic  | contato@seuladochic.com

Voltar